COLABORE

Projetos

Segundo episódio da série “Migre, y ahora” está disponível nas plataformas digitais da Cáritas Brasileira

24/06/2022

Institucional

Documentos da Convocação estão disponíveis no final do texto.

24/06/2022

Áreas de Atuação

Experiências na área de atuação foram compartilhadas no episódio de estreia.

20/06/2022

Geral

Em junho, a XVII Feira de Agricultura Familiar e Economia Popular Solidária movimentou a economia dos territórios Inhamuns e Crateús.

17/06/2022

Projetos

Podcast voltado à população migrante e refugiada da Venezuela estará disponível nas plataformas de áudio da Cáritas Brasileira.

17/06/2022

Institucional

Em defesa da Amazônia, contra a violência, pela memória dos(as) nossos(as) Mártires da Terra.

16/06/2022

ÁREAS DE ATUAÇÃO

Convivência com os Biomas

A área de Convivência com Biomas busca valorizar e preservar a vida assim como fortalecer as lutas com posicionamentos em defesa dos povos e das comunidades tradicionais. Se insere tanto no contexto global de valorização e preservação da vida como na defesa dos povos e das comunidades tradicionais.

Economia Popular Solidária

A Economia Popular Solidária (EPS) é uma estratégia de desenvolvimento sustentável e solidário fundamentado na organização coletiva de trabalhadores e trabalhadoras. É uma importante articulação que integra campo, floresta e cidade na construção alternativa de processos coletivos e autogestionários.

Formação

A Formação é uma importante ferramenta no processo organizativo da Cáritas Brasileira. É por meio dos processos formativos que a Rede Cáritas fortalece valores e princípios que norteiam as ações da instituição, em vista da transformação social e da pastoralidade transformadora.

Gestão de Resíduos Sólidos com ênfase em catadores

A Cáritas busca valorizar catadores e catadoras de materiais recicláveis, contribuindo para a superação da pobreza e da exclusão deste segmento da população.

Meio Ambiente Gestão de Riscos e Emergências

A Cáritas Brasileira promove ações de solidariedade nacionais e internacionais para o atendimento à comunidades afetadas por desastres socioambientais ou que estão em situação de vulnerabilidade. Bem como, no trabalho para construção de comunidades mais seguras e resilientes.