Projeto Kalunga: Água é vida

O “Projeto Kalunga: Água é vida” busca garantir o acesso à água de qualidade para as populações Quilombolas Kalunga, nos municípios de Cavalcante, Teresina de Goiás e Monte Alegre, no estado de Goiás, através da construção de 140 tecnologias sociais: Cisternas telhadão multiuso de 16 mil litros com área de captação de 80m² e Cisternas de Placas também de 16 mil litros.
O território Kalunga compreende os municípios de Cavalcante, Monte Alegre e Teresina de Goiás, na Chapada dos Veadeiros, no estado de Goiás e é banhado pela bacia do Rio das Almas. É o maior território remanescente de quilombolas do Brasil.
Mesmo com tanta riqueza hídrica, a maior parte dos moradores do território possui dificuldades quanto à captação e armazenamento de água - para uso e consumo, muitas famílias precisam deslocar-se diariamente aos rios e córregos, buscando água em médias e grandes distâncias, envolvendo, em sua maior parte, os serviços das mulheres.
A construção desse tipo de tecnologia social (cisternas) no território Kalunga diminuirá a dificuldade das famílias por água de qualidade para o consumo humano.
A proposta da Cáritas Brasileira com essa dinâmica é que, além da tecnologia social de captação e armazenamento de água, se estruture na comunidade, um plano de “Bem Viver” que possibilite estudos da viabilidade de possíveis arranjos produtivos e de serviços.