COLABORE

Ressignificar a vida pós-enchente

Áreas de Atuação

Cáritas Brasileira conclui primeira etapa de entregas dos cartões multipropósito na Bahia e em Minas Gerais.

Publicação: 27/04/2022



Antônio Carlos Costa, morador do bairro Novo Jaçanã, Itabuna/BA


Na última semana, o programa Resposta Emergencial Bahia e Minas Gerais, realizado pela Cáritas Brasileira, concluiu a primeira etapa de entregas dos cartões multipropósito às famílias afetadas pelas enchentes de dezembro de 2021 nos dois estados. O encerramento desta fase inicial de distribuição do benefício ocorreu na Paróquia Nossa Senhora das Graças, no bairro Jaçanã, município de Itabuna/BA.


Com o valor de R$ 3.000 cada, os cartões podem ser utilizados em supermercados, lojas, farmácias, mercearias e demais estabelecimentos. Também é possível fazer saque de quantias em dinheiro. Ao todo, já foram mais de 400 cartões distribuídos neste primeiro momento.




“A Igreja tem atuado em apoio às famílias desde o início das enchentes, identificando inúmeras necessidades, de forma a atender as pessoas em situação de maior vulnerabilidade”, declarou Valquíria Lima, coordenadora da Cáritas Brasileira, na ocasião da entrega dos cartões no município de Itabuna. “Portanto, o nosso olhar, enquanto instituição da Igreja, está voltado àqueles que perderam as suas casas, os seus meios de vida, e tudo o que tinham em seus lares”, acrescentou.


A ideia é também contemplar as famílias atingidas que ainda não receberam auxílio do poder público, de forma a não sobrepor as ações. É o caso de Elis Regina Ferreira dos Santos, da comunidade Santo Agostinho, em Itabuna/BA, que em decorrência das enchentes teve a residência condenada:





Assista à cobertura realizada pela Pastoral da Comunicação (Pascom) da Diocese de Itabuna da entrega dos cartões na Paróquia Nossa Senhora das Graças:





Além da distribuição dos cartões multipropósito foi realizada uma fala a respeito da organização da economia familiar, da divisão justa do trabalho doméstico, da ressignificação da vida pós-enchente e sobre os direitos emergentes dos atingidos e das atingidas.


Kaliane Nascimento Santos, moradora do município de Itajuípe/BA, vai investir o recurso na compra de materiais para a reconstrução de sua casa:




Confira mais depoimentos de beneficiários/as.


Desde o final de março, as famílias impactadas pelas enchentes na Bahia e em Minas Gerais começaram a receber os cartões multipropósito previstos no programa Resposta Emergencial Bahia e Minas Gerais, realizado pela Cáritas Brasileira.


Até o momento foram distribuídos 489 cartões, concluindo-se assim a primeira etapa de entregas nos municípios de Ilhéus, Itabuna, Itajuípe, Dário Meira, Jucuruçu e Itamaraju, na Bahia, e Palmópolis e Rio do Prado, em Minas Gerais. Na próxima fase, 511 cartões serão entregues, beneficiando assim 1.000 famílias atingidas pelas enchentes.


Na Bahia, as atividades contaram com o apoio e a bênção de Dom Giovanni Crippa, bispo da Diocese de Ilhéus, do Padre Ricardo Nunes de Rezende, da Paróquia Nossa Senhora das Graças, e do Padre Tony Valério, da Paróquia Santa Maria Madalena, ambas em Itabuna/BA. Além do suporte oferecido pelo Diácono Erivaldo Araújo e pelo senhor Vivaldo Alves Conceição, morador da comunidade de Vila Cachoeira, em Ilhéus/BA.








Seleção das famílias


A seleção para o recebimento dos benefícios é baseada em critérios de vulnerabilidade, voltado às famílias que perderam a moradia por completo ou tiveram o imóvel interditado pela Defesa Civil, além daquelas que perderam todos os bens materiais da residência. 


Além disso, são priorizados os círculos familiares chefiados por mulheres, casas com muitas crianças, pessoas idosas e pessoas com deficiência. Portanto, o projeto busca contemplar os grupos mais vulneráveis dentre a população afetada pelas enchentes. 


“Um dos grandes desafios, diante de muitas histórias de vida em vulnerabilidade, é ter que escolher dentre os vulneráveis aqueles mais vulneráveis”, pontuou Valquíria Lima. “Nossas ações não podem chegar a todos e todas que precisam, porque nosso papel não é substituir a ação do Estado, que deve acontecer mas que, conforme temos identificado, possui dificuldades de chegar a todas as pessoas necessitadas”, completou.


Desse modo, como lembrou a coordenadora da Cáritas Brasileira, “temos o compromisso de conduzir todo esse trabalho adotando os princípios e normas humanitárias: humanidade, neutralidade, independência, imparcialidade".





Resposta Emergencial Bahia e Minas Gerais


O programa Resposta Emergencial Bahia e Minas Gerais é fruto do consórcio entre Cáritas Bélgica, Cáritas Suíça e a Cáritas Brasileira, com o financiamento da Direção-Geral da Proteção Civil e das Operações de Ajuda Humanitária da União Europeia (DG ECHO).




Fotos: Messias Tavares / Voluntário Cáritas

Tag