Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Repam apresenta 1,7 milhão de assinaturas pelo clima

02 de dezembro de 2015

“A paz e a proteção da criação são objetivos que sempre devem estar unidos”, afirmou o cardeal brasileiro Dom Claudio Hummes ao apresentar as assinaturas de 1,7 milhão de pessoas de diversas parte do mundo que reclamam uma justiça e uma ação climáticas em favor da humanidade durante a 21ª Conferência do Clima das Nações Unidas (COP21), na França. Em Paris e em muitas cidades do mundo, apontou Hummes, presidente da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), “estão os ativistas católicos unindo suas mãos com muitos irmãos e irmãs, de diversas religiões e comunidades de fé, clamando por justiça e pelo planeta, pelos pobres, pelos indígenas e pelas gerações futuras”.

Juntamente com líderes sociais e religiosos, Dom Claudio Hummes entregou às autoridades das Nações Unidas e do governo francês as assinaturas recolhidas pelo Movimento Católico Mundial pelo Clima (MCGC). “Inspirados pelo Papa Francisco e pela encíclica Laudato Si’ ”, afirma a petição, “apelamos a vocês para reduzirem, drasticamente, as emissões de carbono, de modo que se consiga manter o aumento da temperatura global abaixo do limite perigoso de 1,5 graus centígrados e para ajudar os pobres do mundo a enfrentarem os impactos da mudança climática”.

“Nós, que assinamos essa petição”, relatou o cardeal Hummes, “conhecemos esses impactos, porque os combustíveis fósseis aumentaram a cobertura natural do dióxido de carbono que rodeia nosso planeta. Nossa atmosfera retém, agora, cada vez mais energia solar. Essa realidade se agrava com a devastação das florestas do nosso planeta, como nas bacias dos rios Amazonas e Congo – como conheci diretamente, por meio do meu trabalho com a Rede Eclesial Pan-Amazônica. Com a perda de tantas áreas maravilhosas de florestas pela atividade humana, nosso planeta perde a capacidade de absorver o dióxido de carbono”.

Atualmente, muitas comunidades, “especialmente as mais vulneráveis, sentem os resultados da seca; a devastação das inundações súbitas e violentas; o desaparecimento das espécies nas águas onde as famílias pescavam durante séculos”, destacou o cardeal.

Hummes relembrou a oração de São Francisco de Assis: Senhor, faz com que sejamos instrumentos de tua paz; onde houver dúvidas, que eu semeie a Fé; onde houver desespero, construa a esperança; onde houver tristeza, a alegria… “Esta oração não é passiva. Ela nos pede para viver os caminhos de Deus, semear sua presença dentro da história humana. Ela exige coragem de viver o amor em tudo o que Deus criou”.

É por isso, conclui Hummes, “que eu me uni, com alegria, a minhas irmãs e irmãos católicos, no clamor aos negociadores da COP21, para que desenvolvam os marcos internacionais necessários para uma justiça climática, e também alcançar a prudência e a firmeza que, com a graça de Deus, protegerão a criação e nos ajudarão a trazer a paz a todo o mundo”.

A entrega de 1.780.528 assinaturas às autoridades da COP21 e do governo francês ocorreu na Basílica de Saint Dennis, Paris, no último dia 28 de novembro. Junto aos líderes do Movimento Católico Mundial pelo Clima, participaram da atividade membros da Repam, da Caritas Internacional e da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e a Solidariedade (Cidse), além de líderes religiosos de diversos credos do mundo.

Fonte: Adital, com informações da Repam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br