English
Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Rede Cáritas promove encontro de Mulheres e Fundos Rotativos Solidários em Santa Maria

07 de julho de 2017
feicoop 4

Reunidos em Santa Maria (RS) desde quinta-feira (6), agentes Cáritas de diversos regionais do Brasil compartilham experiências vividas a partir dos trabalhos realizados com o sistema de Fundos Rotativos Solidários, uma forma de democratização do crédito que estimula o desenvolvimento da economia local e valoriza a vocação específica de cada população e região do país.

Os Fundos Rotativos Solidários são projetos associativos e comunitários que reúnem recursos financeiros, recursos humanos, sementes, entre outros. É rotativo porque os recursos circulam entre todos os participantes, todos contribuem e todos são beneficiados. É solidário porque cada participante recebe recursos, mas também se compromete em compartilha-lo com todo o grupo, conforme os acordos firmados entre as partes.

No primeiro dia do encontro que acontece no Hotel Dom Rafael, em Santa Maria (RS) e antecede a 24ª Feria Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e 13ª Feira Latino Americana de Economia Solidária (EcoSol), e reúne lideranças dos Fundos Rotativos Solidários e do grupo de trabalho sobre mulheres e equidade de gênero, os(as) participantes realizaram a análise de conjuntura da realidade econômica, política, sócio cultural e ambiental do país a partir das realidades regionais.

Neste segundo dia os(as) participantes realizam o mapeamento e identificação dos grupos e trabalhos existentes em cada localidade, entre as populações tradicionais beneficiadas e que protagonizam esses processos solidários e de troca de saberes, estão comunidades indígenas e quilombolas, além de grupos de mulheres e de agricultura familiar. No período da tarde, os(as) agentes Cáritas se unem ao público da Feicoop e da EcoSol, no Centro de Referência de EcoSol Dom Ivo Lorscheiter, para a abertura do evento que espera receber cerca de 250 mil pessoas até o próximo domingo.

feicoop 2

 

Sobre o evento, a coordenadora do projeto Esperança/Cooesperança, irmã Lourdes Dill, destaca que hoje não há mobilização no país com tanta força de convocação como a Feicoop, reunindo em um único local milhares de grupos de Economia Solidária de todos os estados e também de outros países. Tudo isso em um momento de crise econômica e política. “Temos teimosia profética, por isso que a Feira ocorre e vai ser forte este ano. A Feira em si é um caminho profético”, reflete a religiosa. 

Mais do que uma feira de produtos e de formação sobre Economia Solidária, a Feicoop é uma grande celebração entre diferentes povos que almejam um mesmo ideal: uma outra economia que não exclua as minorias e que respeite as diferenças. 

 

Colaboração: Maiquel Rosauro, assessor de imprensa da 
24ª Feicoop e 13ª Feira Latino-Americana de Economia Solidária

 
 

SOS HAITI FURACÃO

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br