COLABORE

Europana

O objetivo do projeto é contribuir para garantir uma migração segura e informada, bem como preencher lacunas críticas na assistência humanitária e integração de cidadãos e cidadãs venezuelanos/as vulneráveis, dentro da Venezuela e nos países anfitriões. Particularmente, mulheres, crianças, populações indígenas, idosos/as e pessoas com deficiência. O programa é financiado pela Direção-Geral da Proteção Civil e das Operações de Ajuda Humanitária da União Europeia (DG ECHO) e é fruto do consórcio compartilhado entre Cáritas Alemã, Cáritas Suíça e as partes executoras nos países, como a Cáritas Brasileira. No Brasil, a rede Cáritas é uma das realizadoras do Europana, o qual abrange seis estados: São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina, Paraná, Roraima e Rondônia. A primeira e a segunda etapa da ação aconteceram entre julho de 2019 e maio de 2021. Por sua vez, a terceira fase teve início em agosto de 2021 e será concluída em maio de 2022. Ao longo desses anos, o projeto estruturou Casas de Direitos nas capitais Recife, Curitiba, Florianópolis, São Paulo, Boa Vista e Porto Alegre. Por meio desses espaços são organizadas as atividades do Europana, como distribuição de alimentos; concessão de bolsas de subsistência multiuso; transporte humanitário para atendimento de demandas diversas, tais quais consultas médicas, atendimentos psicossociais, procedimentos jurídicos.