Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Projeto Sementes do Semiárido será lançado no Piauí

01 de junho de 2015

O Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido lança, nesta terça-feira (02/06), o Projeto Sementes do Semiárido, que visa à conservação e o uso sustentável da Agrobiodiversidade e constitui-se como objetivo estratégico para a garantia da segurança e soberania alimentar e nutricional das populações que vivem no semiárido piauiense. O evento acontecerá no auditório Mestre Dezinho, localizado no Centro Artesanato de Teresina, a partir das 8h.

No Piauí, o projeto vai construir 49 bancos/casas de sementes, onde contemplará 980 famílias distribuídas em 17 municípios na região semiárida, sendo 24 implementadas pela Cáritas Regional do Piauí e 25 construídas pelo Cerac. O projeto vai considerar os agricultores e agricultoras que fazem parte do regime de agricultura familiar agroecológica do semiárido, além de apoiar e fortalecer as casas de sementes já trabalhadas nos territórios, os beneficiários e beneficiárias do Programa 1 Milhão de Cisternas (P1MC) e Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2). Também vai trabalhar diretamente com os grupos de mulheres agricultoras das comunidades, agricultores e agricultoras guardiãs de sementes crioulas (conhecidas no Piauí como Sementes da Fartura), associações e grupos quilombolas. Para serem cadastradas, as famílias devem ter o documento Declaração de Aptidão – DAP.

Os municípios beneficiados serão Picos, Paquetá, Jaicós, Padre Marcos, Massapê do Piauí, Caridade do Piauí, Jacobina, Acauã, Valença, Pimenteiras, Lagoa do Sítio, Pedro II, Milton Brandão, Lagoa de São Francisco, São Miguel do Tapuio, Castelo do Piauí, Buriti dos Montes.

Durante o projeto, serão desenvolvidas várias atividades, tais como: encontros territoriais, encontro de capacitação de comissões municipais, encontros comunitários (nos municípios e comunidades beneficiadas), cadastramento dos beneficiários (as), capacitação em caracterização de gestão comunitária da diversidade de semente, cadastramento das sementes, estruturação dos bancos de semente, aquisição de equipamentos, aquisição de sementes para a formação de estoque, capacitação em gestão de estoque de bancos comunitários de semente (onde serão feitos testes de transgenia e umidade de semente), capacitação territorial sobre seleção, produção e multiplicação de semente.

Para o coordenador do Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido e assessor da Cáritas Brasileira Regional do Piauí, Carlos Humberto Campos, o projeto vai além do simples fato de se construir casas de sementes, é também o fortalecimento da agricultura familiar. “O projeto Sementes, da ASA/Brasil, é mais uma experiência que está sendo desenvolvida para melhorar a soberania alimentar do povo que convive com o semiárido. E tem como perspectiva o resgate das semente crioulas, que são as sementes nativas.  No Piauí, também conhecidas como Sementes da Fartura. O principal objetivo é a consolidação do projeto de convivência com o semiárido e o fortalecimento da agricultura familiar” afirma.

 O projeto Sementes do Semiárido é uma realização da Asa Brasil em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social – MDS.

Programação:
8h – Animação com músicas regionais ( JOSÉ MARIA SARAIVA)
8h30 – Abertura: Acolhimento  ( Coordenação do FPCSA)
8h45 – Apresentação do vídeo das ações do FPCSA
9h – Experiência dos Guardiões da Semente da Fartura do Piauí (Agricultores/as)
9h30 – Apresentação do Projeto Sementes do Semiárido (CÁRITAS E CERAC)
10h30 – Mesa Final – MDA, EMBRAPA, SDR, EMATER

 

Por Assessoria de Comunicação da Cáritas Brasleira Regional do Piauí 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br