English
Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Painelistas analisam conjuntura eclesial no Congresso da Cáritas

11 de novembro de 2016
painel-eclesial-10-11-alexsandro-nascimento-1

O primeiro painel desta quinta-feira, dia 10 de novembro, no V Congresso Nacional da Cáritas Brasileira teve como tema a Análise da Conjuntura Eclesial, da qual participaram os professores padre Boris Agustín e Rosana Manzini. O painel foi mediado pelo diretor-tesoureiro da Cáritas Brasileira, Udelton da Paixão,

A primeira convidada a falar foi a professora Rosana Manzini, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), mestre em Teologia Prática. O discurso de Manzini levantou reflexão sobre os dias atuais, de como o individualismo prega o individualismo, mesmo de forma mascarada, e de como isso contradiz tudo que ensinou Jesus Cristo por meio de seu Evangelho: “A Igreja deve se arriscar, sair do comum e ser, de fato, samaritana. Precisamos despertar o sentido social e coletivo, e isso vem se perdendo na Igreja. Os movimentos e as pastorais são importantes. É o momento em que olhamos para o outro, para o nosso irmão”, afirmou Manzini.

Para ela, Papa Francisco é a grande referência, por toda a sua simplicidade para com os pobres e mais necessitados. E citou uma frase dita por ele: “É preciso estar atento aos que nos rodeiam. Com isso seremos irmãos de fé de forma plena”.

O segundo convidado, padre Boris Agustín, também destacou as ações do Papa Francisco como exemplo na atualidade do que pregou Jesus em sua época: olhar para os pobres com mais fraternidade, com mais amor. Ele afirmou que é preciso pegar esse grande exemplo e levar para o âmbito local, para as dioceses: “A nossa missão é assumir as propostas pastorais do Papa Francisco e entender que a Igreja é feita pelo clero, mas também pelos leigos, que propagam os ensinamentos de Cristo no ambiente secular”.

painel-eclesial-10-11-francielle-oliveira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Padre Agustín explicou ainda o conceito da cruz enfeitada, uma forma de mascarar toda dor e sofrimento de Jesus Cristo. Segundo ele, uma forma errada de encarar toda a injustiça sofrida por Jesus. Ele fez referência às cruzes enfeitadas na nossa vida, quando nos dispomos a ser cristãos, mas não agimos como prega o Evangelho.

Para encerrar, uma rodada de perguntas foi aberta aos participantes do Congresso, durante a qual os e as participantes do congresso provocar os painelistas com questões e também contribuir com análises sobre a atual conjuntura da Igreja Católica.

painel-eclesial-10-11-alexsandro-nascimento-2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Rede de Comunicadores e Comunicadoras da Cáritas Brasileira
Reportagem: Helder Quaresma
Fotos de cima e de baixo: Alexsandro Nascimento
Foto do meio: Francielle Oliveira

Leia mais:

Página especial do V Congresso Nacional da Cáritas Brasileira

Começa o V Congresso Nacional da Cáritas Brasileira!

V Congresso da Cáritas abre com painel sobre solidariedade

Dom Demétrio Valentini preside celebração eucarística de abertura

Cultura popular marca início da Feira Nacional de EcoSol

 

SOS HAITI FURACÃO

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br