Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

O município maranhense de São Domingos recebeu no último sábado, 3, a sua Feira Livre revitalizada

05 de agosto de 2019

Cleuton Caldas, agente Cáritas – colete vermelho – atuou na mobilização e formação junto aos feitantes em São Domingos (foto: arquivo Cáritas Brasileira)

O município maranhense de São Domingos recebeu no último sábado (03/08), a sua Feira Livre revitalizada pelo projeto Nossa Feira Popular e Solidária, promovido pela Cáritas Brasileira e a Fundação Banco do Brasil. Ao todo, 63 feirantes foram beneficiados.

A Feira Livre de São Domingos recebeu lixeiras e containers para a melhor gestão da organização de resíduos sólidos secos e orgânicos. Cleunice de Freitas Santos, que trabalha na feira há 20 anos, afirmou que as mudanças levaram mais organização para a feira. “Trouxe mais higiene pra gente trabalhar aqui. Não tinha nenhuma lixeira e agora vai ter”, contou.

Carmelita da Silva, é feirante há 30 anos, na feira livre de São Domingos (foto: arquivo Cáritas Brasileira)

Com 30 anos de trabalho na feira de São Domingos, Carmelita da Silva destacou a satisfação de receber barracas novas. “Nós acreditamos no projeto. A gente trabalhava com barracas velhas caindo os pedaços e hoje nós temos barracas novas e bonitas”, explicou com entusiasmo. Além das barracas os feirantes também receberam jalecos, e para os que manuseiam carne e peixe, botas e luvas.

Os feirantes também receberam capacitação por meio da metodologia social Oasis, uma ferramenta de mobilização que visa favorecer o desenvolvimento comunitário através do protagonismo cidadão e estimular comunidades na cooperação e empreendedorismo, ampliando sua capacidade de propor ações criativas para a resolução de problemas, e assim criar bases para o sucesso de políticas públicas participativas.

O Gerente do Setor Público do Banco do Brasil, Thiago Augusto Sá Xavier, disse que um dos objetivos dessa ação é de estreitar a relação da comunidade com o banco. Isso foi feito através do programa Município Mais Que Digital, que busca fortalecer a economia local, por meio da educação financeira e do estímulo às soluções digitais de pagamento. “Tem a questão da divulgação da segurança e modernização da cidade. É para incentivar o uso do cartão e meios digitais para dar mais segurança e diminuir o dinheiro que roda na praça e com isso evitar roubos e assaltos”, destacou.

Evelyn Naiele dos Santos Ribeiro, de 14 anos, aprovou a segurança da feira digitalizada.  “O que estão fazendo pela nossa cidade é uma coisa magnífica, pois além de transformar a vida dos feirantes, transforma também a vida de nós que compramos aqui na feira. Além de ser uma coisa mais organizada, agora podemos caminhar sem nenhuma preocupação em andar com dinheiro físico, e sim andar com os cartões de crédito ou débito e poder parcelar e ficar mais tranquilo com a nossa segurança”, disse.

O prefeito da cidade de São Domingos, José Mendes Ferreira, expressou gratidão à Caritas Brasileira e a Fundação Banco do Brasil, integrantes da parceria que tornou possível a revitalização da feira. “As pessoas se sentem bem em ir à feira, e com a feira organizada muitas pessoas que não compravam antes, agora vão comprar”, finalizou.

No decorrer do processo de preparação à revitalização, os feirantes participaram de oficinas culturais para o fortalecimento da cultura local (foto: arquivo Cáritas Brasileira)

O projeto busca atender, em duas etapas, 21 municípios de quatro estados do Nordeste brasileiro: Piauí, Maranhão, Paraíba e Bahia. O investimento social feito pela Fundação BB foi de 10 milhões de reais que são utilizados na revitalização e estruturação das feiras, na formação dos feirantes com capacitações nas áreas de educação financeira, no empreendedorismo e na gestão dos resíduos sólidos com ênfase na Economia Popular Solidária.

A Cáritas Brasileira aposta na Economia Popular Solidária (EPS) como estratégia de desenvolvimento sustentável e solidário fundamentada na organização coletiva de trabalhadores e trabalhadoras com interesse de melhorar a qualidade de vida por meio do trabalho associado, cooperativado ou mesmo em grupos informais, como forma de fazer frente às desigualdades sociais.

Feira livre de São Domingos, no Maranhão  (foto: arquivo Cáritas Brasileira)

Por Sandra Silva – Estagiária em Comunicação da Cáritas Brasileira – com informações de Cleuton Caldas, agente Cáritas no Maranhão.

Evento de entrega da feria livre, revitalizada, de São Domingos, no Maranhão (foto: arquivo Cáritas Brasileira)

MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br