Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

“Necessitamos resignificar a perspectiva de gênero”, afirma presidente do Selacc

18 de outubro de 2010

[Cristina e Loiva: Gênero faz parte da identidade da Cáritas ]
“Hoje necessitamos resignificar a perspectiva de gênero, incorporando-a ao caminho evangélico de justiça e de igualdade”, enfatizou o bispo dom Fernando Bargalló, reeleito à presidência da Pastoral Social-Caritas da Região América Latina e Caribe de Cáritas, durante a celebração eucarística que abriu o II Foro Regional de Gênero. “O que nos fará movermo-nos para assumir esse desafio? A convicção interior e evangélica de um Deus que nos fez, desde um princípio, homens e mulheres e que nos destinou a todos a este mundo para que, peregrinando nele, cresçamos juntos, seguindo seu projeto de amor”, acrescentou.

Por outra parte, a professora , teóloga, pertencente à diocese de San Isidro e integrante do projeto de investigação Teologandas, Andrea Sánchez Ruiz, falou sobre o tema “Gênero e migação”, e expôs sua concepção em relação a que “o caminho que a Cáritas recorre na busca pela igualdade entre homens e mulheres é uma verdadeira promessa, porque se interessa particularmente por dar visibilidade às situações de injustiça e abordar questões de fundo”, disse.

Enquanto os principais desafios a assumir para aprofundar o processo de trabalho juntamente com as comunidades mais postergadas do continente, Sánchez Ruiz destacou: “`Por um lado, formar os agentes pastorais, tanto no plano teórico com metodológico. Por outro, dar a conhecer as opções que se vão tomando desde a Cáritas para que outras instituições da Igeja possam conhecer o trabalho realizado, superar prejuízos e continuar avançando pelos caminhos do Evangélio”, afirmou.

Durante o foro, cujo tema foi “Migação e seus impactos na vida de homens e de mulheres na América Latina e no Caribe”, os participantes refletiram sobre o “Tráfico de pessoas”, “Migração e direitos humanos” e “Migração e trabalho doméstico”. A partir dessas experiências apresentadas pela Conferência Episcopal dos EUA, Pastoral Social-Cáritas Equador e Pstoral de Mobilidade Humana do Chile, respectivamente.

Asssim, por meio de diversas exposições, foram abordados temas como “a realidade da migação na América Latina e no Caribe – Impacto na vida de homens e mulheresw”, “a contribuição da teologia para o entendimento da igualdade entre homens e mulheres”, “a perspectiva de gênero no caminhar da Pastoral Social-Cáritas” e “alguns aportes metodológicvos para a transversalização da perspectiva de gênero”.
Assessoria de Imprensa/Caritas Argentina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br