Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Migração e seus impactos é tema do II Foro de Gênero da Pastoral Social Cáritas

07 de outubro de 2010

Começou ontem (7) e segue até domingo (10), o II Foro Regional de Gênero da Pastoral Social-Caritas da Região América Latina e Caribe. Com o tema “Migração e seus impactos na vida de homens e de mulheres na América Latina e no Caribe”, o foro, que precede o XVII Congresso Latino-Americano e Caribenho de Cáritas e o IV Encontro Continental da Pastoral Social-Caritas, vai aprofundar o debate sobre o “tráfico e o contrabando de pessoas”, “migração e direitos humanos” e “migração e trabalho doméstico”.

Os temas serão debatidos com base em experiências apresentadas pela Conferência Episcopal dos EUA, Pastoral-Cáritas Equador e Pastoral de Mobilidade Humana, do Chile, respectivamente. “Durante vários anos, vimos percorrendo, enquanto Região da América Latina, um longo processo de reflexão sobre esse tema. Assumimos a necessidade de aumentar a conscientização, no continente, sobre a realidade de exclusão e desigualdade a que muitas mulheres são submetidas”, disse a diretora executiva da Cáritas Brasileira e coordenadora regional da Equipe de Gênero do Secretariado América Latina e Caribe Cáritas (Selacc), Maria Cristina dos Anjos.

Ela esclarece que “o II Foro é uma instância importante do encontro para seguir trabalhando na construção de novas relações sociais justas entre homens e mulheres”, acrescenta. Por outra parte, o presidente de Cáritas Argentina e da Região América Latina e Caribe, Mons. Fernando Bargalló, afirma que, “para a Pastoral Social-Cáritas, existe uma perspectiva de gênero que está em sintonia com as bem-aventuranças de quem luta e trabalha pela justiça a partir da perspectiva que queremos construir com uma maior igualdade nas relações entre homens e mulheres para que todos possamos ter relevância e protagonismo na construção da sociedade, do Reino e da Igreja”, afirmou Monsenhor Bargalló.

Durante essas jornadas, os participantes também vão refletir sobre a situação dos migrantes, com destaque especial ênfase para o direito das pessoas a não migrar, a qual implica que elas podem contar com oportunidades econômicas, trabalhistas e sociais dignas em seus próprios países, tal como descrevem os organizadores da Cáritas Argentina ao afirmarem que a “Cáritas Argentina assume com muita alegria o desafio de ser a anfitriã o II Foro e esperamos que, juntos, possamos dar novos passos para avançar até uma maior igualdade e justiça”, disse.

Com o lema “Em Cristo construindo uma América para todos”, organiza-se também o XVII Congresso Latino-Americano e Caribenho de Caritas e o IV Encontro Continental da Pastoral Social–Caritas. Esses eventos serão realizados entre 11 e 16 de outubro, em Pilar, província de Buenos Aires. Está prevista a participação de 180 representantes da Região América Latina e Caribe, da Região América do Norte, integrantes da Caritas Internationalis, de outras Caritas irmãs e do Departamento Justiça e Solidariedade do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam).

Leia também:
Mulheres são as mais afetadas pelas mudanças climáticas
Assessoria de Comunicação/Selacc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br