English
Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

MG: Oficina do projeto Cisternas nas Escolas reúne universidade e movimentos sociais

31 de agosto de 2015
Oficina_escolasMG

No Semiárido Mineiro, é marcante a articulação entre o projeto Cisternas nas Escolas, Universidade e Movimentos Sociais do campo e cidade. Um dos fatores que contribui para esta importante aproximação é o histórico de lutas pela consolidação da Educação do Campo no Estado. A equipe da Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais e Cáritas Baixo Jequitinhonha realizou na Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes, no último dia 24, a oficina temática: “Água de Educar: Educação do Campo e Contextualizada para a Convivência com o Semiárido”, onde pode socializar as experiências vivenciadas no dia a dia do projeto, em 15 municípios do Vale do Jequitinhonha e Mucuri e mais 16 municípios do Norte de Minas. O evento faz parte do Laboratório de Ensino em Educação do Campo da Unimontes, em parceria com a Articulação Regional por uma Educação do Campo no Semiárido Mineiro, da qual a Articulação do Semiárido Mineiro (ASA Minas) e a Cáritas fazem parte.

Discussões como acesso e qualidade da água, convivência com o Semiárido brasileiro e mineiro, agroecologia, educação contextualizada (do campo e indígena), escola e comunidade, relação da escola e o controle social das políticas públicas junto ao poder público deram o tom do encontro que envolveu cerca de 100 participantes: estudantes do curso de geografia e pedagogia, das cidades de Pirapora, Janaúba e Montes Claros, professores da Unimontes e representantes do projeto Mova-Brasil.

O educador ambiental Leonardo Tannous esteve presente, socializando experiências de permacultura, sistema ecologicamente sustentável para o uso e reuso da água. Durante a oficina, os participantes foram instigados também a refletir sobre a importância de construir uma sociedade mais sustentável e que contraponha ao modelo do agronegócio, cuidar e preservar do bem precioso que é a água, e que através da educação possamos lutar por uma convivência harmoniosa e justa, que valorize o contexto dos sujeitos do campo e que seja capaz de intervir para transformar, contextualizando campo e cidade. 

Encontro Mineiro de Educação do Campo - Outra participação importante aconteceu entre os dias 22 a 24 de julho, onde a ASA Minas esteve presente no III Encontro Mineiro de Educação do Campo (III EMEC), realizado na Faculdade de Educação/Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, representada pela Cáritas Brasileira Regional MG e Cáritas Diocesana de Januária. Com o tema: da luta à conquista de políticas públicas – que caminhos estamos construindo? – o III EMEC teve participação de cerca de 400 pessoas, sujeitos do campo, de universidades federais mineiras e das duas estaduais – Unimontes e UEMG, diversos movimentos sociais e sindicais e entidades parceiras do campo e da educação do campo. 

O projeto Cisternas nas Escolas apresentou seu relato de experiência no Círculo de Produção de Cultura (CPC) Educação do Campo e Políticas Públicas. E, ao final do encontro, foi aprovada por unanimidade, a Carta do III EMEC, que sinalizou inclusive o não fechamento das escolas do campo, bem como a reabertura das que já foram fechadas e mais cerca de 10 indicativos para a continuidade da luta pela Educação do Campo em Minas Gerais. Importante ressaltar que o próximo EMEC será realizado na região semiárida de Minas Gerais. 

Outra agenda prevista é a participação no VII Congresso Norte-Mineiro de Pesquisa em Educação, com o tema “Educação Pública Brasileira: tensões e perspectivas”, que será realizado na Unimontes entre os dias 01 e 04 de setembro de 2015. O dia 04, sexta-feira, será dedicado à discussão sobre Educação do Campo e Contextualizada, sendo que a ASA-MG foi convidada a apresentar a experiência que está sendo construída no âmbito do Projeto Cisternas nas Escolas no Estado. A participação acontecerá durante a mesa redonda: Apresentação de Experiências em Educação do Campo e Educação Contextualizada no Semiárido. Neste ritmo, “declaramos que a escola à margem da vida, à margem da política, é falsidade e hipocrisia”. (Lenin). E que, “Nessa história, nós somos os sujeitos”!!!

 

Por Maria Afonso e Decanor Nunes :: Cáritas Regional Minas Gerais/ASA-MG
Fonte: ASA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

SOS HAITI FURACÃO

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br