Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Entidades divulgam carta após Seminário Mudanças Climáticas e Justiça Social

23 de maio de 2018

“As preocupações globais expressas pelo Papa Francisco, em sua Encíclica Laudato Si, Sobre o cuidado da casa comum, já são ameaças reais e visíveis em nossas comunidades e decorrem de uma corrida do Capital, que, na busca desenfreada pelo lucro, avança sobre novas fronteiras e comunidades, transformando em mercadoria os bens e patrimônios comuns da humanidade, como florestas, solos, ar e água”. Essa constatação e denúncia integra a Carta de Patos, fruto do Seminário Mudanças Climáticas e Justiça Social: Impactos Ambientais em Nossa Casa Comum que reuniu diversos grupos, organizações e instituições em Patos (PB).

Para contextualizar e aprofundar a reflexão sobre as Mudanças Climáticas e os impactos dos Grandes Projetos, o Seminário foi precedido de visitas às comunidades afetadas por Parques Eólicos.

Auditorio

Leia a carta na íntegra:

CARTA DE PATOS

IMPACTOS AMBIENTAIS EM NOSSA CASA COMUM

No dia 06 de Fevereiro de 2018, no Centro de Treinamento de Lideranças da Diocese de Patos, Paraíba, aconteceu o Seminário Mudanças Climáticas e Justiça Social: Impactos Ambientais em Nossa Casa Comum. O Evento foi promovido Pela Ação Social Diocesana de Patos (ASDP) e o Comitê de Energias Renováveis do Semiárido (CERSA), em parceria com o Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas e Justiça Social, a Cáritas Brasileira, Organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a MISEREOR.

Participaram cerca de 85 pessoas, representando diversos segmentos e organizações Sociais, a exemplo da Comissão Pastoral da Terra, Instituto Frei Beda de Desenvolvimento Social, Dioceses da Paraíba, Padres da Diocese de Patos, o Bispo Diocesano, Dom Eraldo Bispo da Silva, representantes de Pastorais, lideranças de comunidades que desenvolvem atividades de Convivência com a Realidade Semiárida, Comunidades Quilombolas e Comunidades afetadas pela instalação de Parques Eólicos na região do Sabugi Paraibano.

Para contextualizar e aprofundar a reflexão sobre as Mudanças Climáticas e os impactos dos Grandes Projetos, o Seminário foi precedido de visitas às comunidades afetadas por Parques Eólicos. Durante o evento, contou-se com a presença de estudiosos e especialistas: Ivo Poletto, do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas e Justiça Social; João Paulo Silva Couto, da Cáritas Brasileira; Professor Dr. Walmeran José Trindade Júnior, do IFPB; Professor Doutor Heitor Scalambrini, da UFPE; Júlio César Nobrega Gadelha, do Comitê de Energias Renováveis do Semiárido (CERSA), Vanúbia Martins, da CPT, Irenaldo Pereira de Araújo, da Ação Social Diocesana de Patos, além dos testemunhos vivos de homens e mulheres que lutam pela implantação de experiências inovadoras de desenvolvimento, baseadas nos princípios da Agroecologia e da Convivência com os Biomas, bem como de pessoas que vivenciam em suas comunidades os impactos ambientais e culturais gerados pela instalação repentina dos chamados parques Eólicos e Solares.

Ao final do Seminário ficou constatado que as preocupações globais expressas pelo Papa Francisco, em sua Encíclica LAUDATO SI, SOBRE O CUIDADO DA CASA COMUM, já são ameaças reais e visíveis em nossas comunidades e decorrem de uma corrida do Capital, que, na busca desenfreada pelo lucro, avança sobre novas fronteiras e comunidades, transformando em mercadoria os Bens e Patrimônios Comuns da Humanidade, como Florestas, Solos, Ar e Água. Por outro lado, o seminário possibilitou enxergar que também é real e possível um outro tipo de desenvolvimento já presente em diversas iniciativas que nascem nas comunidades e vão se articulando em diversos Territórios, Redes e Fóruns que buscam a construção de Políticas Públicas de Inclusão Socioeconômica como Direito, com respeito à Natureza e aos princípios da Solidariedade. Como perspectiva de continuidade, na vigilância às ameaças das expressões do capitalismo que gera morte, e visando o fortalecimento das ações educativas de envolvimento e desenvolvimento sustentável, as organizações e todas as forças vivas presentes no Seminário assumem as seguintes bandeiras: Continuar ampliando e fortalecendo as parcerias com todas as forças vivas da Igreja e da Sociedade, para uma ação profética e missionária, diante das diversas ameaças concretas à vida nas comunidades, nos ecossistemas e em nossa casa comum; Promover o debate sobre as Mudanças Climáticas em Escolas localizadas no território da Diocese de Patos, a exemplo daquilo que ocorre na perspectiva da Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido; Buscar meios e recursos para apoiar iniciativas de comunicação e de implementação de experiências descentralizadas de energias renováveis, como elementos pedagógicos e demonstrativos de um desenvolvimento Justo e Solidário, respeitando a natureza e os seus elementos que são patrimônios comuns da humanidade; Incentivar a implementação de experiências descentralizadas de energia fotovoltaicas em Paróquias da Diocese, com o intuito de baratear custos no consumo de energia elétrica e servir de referencial formativo sobre a necessidade de se investir em fontes de energias com menor impacto ao ambiente; Buscar meios para implementar Fundos Rotativos Solidários, capazes de ajudar na disseminação de experiências positivas de Energias Renováveis descentralizadas em comunidades rurais e paróquias; Realizar Seminários semelhantes em outras Dioceses e Territórios da Paraíba.

Diante das grandes ameaças à vida no planeta, cabe-nos não somente estar atentos aos riscos provocados pela mercantilização da natureza, mas também à necessária conversão ecológica de cada um de nós e de todos os povos na contemporaneidade, em vista da garantia da vida no planeta às futuras gerações.

Patos (PB), 06 de fevereiro de 2018.

Para download da Carta de Patos clique aqui

MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br