Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Chuvas causam estragos em Santa Catarina

15 de julho de 2015

Antes de completar três meses do acontecimento do tornado que assolou Xanxerê no estado de Santa Catarina, o município de Joaçaba, situado no meio oeste, viveu momentos de pânico na noite de segunda feira, 13 de julho, por um forte vendaval que deixou rastros de destruição, entre 23h30 e 00h00min. A destruição causada pelos fortes ventos fez a população de Joaçaba relembrar a problemática vivida pela população de Xanxerê.

Especialistas em meteorologia de Florianópolis estão analisando as imagens para avaliar se o desastre socioambiental em Joaçaba foi, realmente, um tornado ou outro tipo de evento ambiental, a exemplo de micro explosão. O forte vendaval atingiu dois bairros de Joaçaba causando destelhamentos em casas, igrejas, empresas, quebra de árvores, dentre outros. Foram arrastados e removidos vários objetos nas localidades. Apenas uma pessoa ficou ferida.

Na última terça feira, 14 de julho, foi um dia de alerta para temporais e granizos no Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina. Até as 13h30, a Defesa Civil de Santa Catarina contabilizou estragos em 29 cidades catarinenses devido às fortes chuvas que caem no estado desde a madrugada desta terça feira.

A cidade de Chapecó foi uma das mais afetadas. As ocorrências vão de queda de árvores e de energia elétrica até alagamentos, vendavais e falta de água. Em algumas das cidades afetadas, as aulas foram suspensas.
O estado de Santa Catarina encontra-se em alerta máximo. Já foram registrados pontos de alagamentos no Oeste e Serra de Santa Catarina. Em Chapecó, 30 pontos em sete bairros estavam com água acumulada, segundo o Corpo de Bombeiros. A recomendação dos oficiais é que as pessoas tenham cuidado com o contato com essa água. Muitos fios de energia podem ter caído em função do temporal.

Em São Miguel do Oeste, Concórdia e Joaçaba, municípios próximos a Chapecó, foram registrados falta de energia pelas chuvas. Em Arvoredo, Nova Itaberaba, Cunha Porã, Seara, Xavantina, Paraíso, Ponte Serrada, Passos Maia e Vargeão, o apagão aconteceu em todas as unidades consumidoras.

Segundo a Defesa Civil, na terça feira, choveu na região Oeste mais do que o previsto para o mês inteiro. Ainda não há balanços de desabrigados.

Por Assessoria da Gestão de Riscos e Emergências da Cáritas Brasileira.
Foto: Maira Alves/Arquivo Pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br