Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Carta de Joseanair Hermes

11 de março de 2016

Sou Joseanair Hermes, catarinense, mas atualmente a serviço da Cáritas no Regional do Paraná. Iniciei meu serviço na entidade em 2010 na Diocese de Rio do Sul/SC, articulando localmente a economia solidária junto com a Ir. Isabel, religiosa que tanto me ensinou sobre justiça e solidariedade. Antes já militava no Partido dos Trabalhadores e na Pastoral da Juventude. Muitos desafios surgiram, dentro e fora da instituição, porém o encantamento pela causa e a certeza de estar no caminho me fizeram continuar.

Estar na Caritas é ocupar um espaço de libertação, de empoderamento, de resistência, de denúncia e de anúncio e isso tem uma ligação direta com o significado de “ser mulher” num sistema capitalista, machista e patriarcal. Eu cresci achando, como tantas, que o machismo era a regra, era a norma. O que me era apresentado como “ser mulher”, todas as regras de comportamento, de como eu devia parecer, de como meu corpo deveria ser, como eu deveria falar, sobre o que deveria falar, nada disso me interessava. Eu pensava: se isso é ser mulher, então não quero. Queria ser “diferente das outras”, sem perceber que todas as outras também sofriam as pressões que eu sentia. Porém foi nesse espaço de reflexão e de militância na Caritas e na Pastoral da Juventude que pude realmente entender e buscar as condições para seguir constantemente lutando.

Ser empoderada é também não se calar diante de preconceitos e opressões. Empoderar-se é, principalmente, conversar com outras mulheres, principalmente mulheres com visões diferentes, o que nos é propiciado por estar nos espaços da Cáritas, sejam os fóruns, audiências, coletivos de luta e empreendimentos solidários. Isso é importante porque, se vivermos numa bolha, não teremos uma visão ampla do que significa ser mulher e muito menos sobre empoderamento.

Finalizo citando Audre Lorde e agradeço a Caritas por ter me ajudado a despertar a mulher que sou. “Eu não serei livre enquanto houver mulheres que não são, mesmo que suas algemas sejam muito diferentes das minhas”.

Joseanair Hermes

Regional Paraná 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br