Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte
← Voltar

Cáritas Diocesana de Pesqueira recebe famílias venezuelanas

Nesta quarta-feira( 13), a Cáritas Diocesana de Pesqueira recebeu duas famílias venezuelanas. A ação integra o projeto Caminhos de Solidariedade: Brasil & Venezuela, uma articulação nacional da Igreja, com participação de  arquidioceses e dioceses de todo Brasil. O projeto é liderado pela Cáritas Diocesana de Roraima e tem como objetivo a acolhida e integração de imigrantes e refugiados venezuelanos por meio de ações solidárias.

O bispo diocesano de Pesqueira, dom José Luiz Ferreira Salles e agentes da Cáritas acolhem as famílias.

A secretária executiva da Cáritas Diocesana  de Pesqueira, Neilda Pereira, recepcionou as famílias no Aeroporto Internacional dos Guararapes, em Recife, acompanhando-os até a cidade de Pesqueira. “Dentre as linhas de ação da Cáritas Diocesana estão as campanhas emergenciais e esta, em especial, teve um envolvimento forte do voluntariado e da  equipe de agentes Cáritas, na perspectiva de acolher as famílias venezuelanas. Este  gesto significa praticar a nossa missão enquanto Rede e atender ao chamado do papa Francisco em  acolher, proteger, promover e integrar  pessoas que deixam sua terra natal por causa de conflitos”, afirma Neilda.

As famílias

A primeira família é formada por Cruz Antonio Guerra Fuentes, 48 anos, motorista, e Surirma Bellasmira Piamo Millan, 50 anos, assistente administrativa.  A segunda é formada por Yamiluz Carolina Aparicio Jaramillo, 30 anos, assistente de Recursos Humanos, e Denis José Seijas, 39 anos, açougueiro, junto com uma amiga do casal, Desiree Carolina Rodriguez Salavarria, de 32 anos, que é comerciante.

Na sede da Cáritas Diocesana as famílias conheceram um pouco da ação da entidade no território

Surirma fala das dificuldades que sua família  enfrentou desde a saída da Venezuela. “Independente do lugar de onde viemos e da língua que falamos somos iguais a todos, e temos os mesmos direitos de  moradia, trabalho e  saúde e uma vida com dignidade”, declara. Ela ainda complementa: “Estamos felizes com este novo recomeço, e da acolhida que estamos  recebendo da equipe Cáritas e da cidade”.

A integração

Na sede da Cáritas Diocesana as famílias conheceram um pouco da ação da Cáritas no  território, e  seguiram para as casas onde serão assistidas por um período de 3 a 6 meses para integração no município.

Com informações da Cáritas Diocesana de Pesqueira