Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Financiamento coletivo pretende construir sistema de bioágua para 10 famílias

21 de maio de 2018

Garantir água para comunidades rurais afetadas pela seca na região da Caatinga Grande, município de Potiretama (CE), através da tecnologia social bioágua, este é uma dos projetos desenvolvidos pela Cáritas Brasileira por meio do Regional Ceará e da Cáritas Diocesana de Limoeiro do Norte.

Para possibilitar a implantação do projeto Bioágua Familiar: Águas do Bem viver para 10 famílias, a Cáritas Diocesana de Limoeiro iniciou uma campanha de financiamento coletivo que visa arrecadar os recursos financeiros necessários.

O projeto

Com a campanha 10 famílias de agricultoras e agricultores da região semiárida de Caatinga Grande, no município cearense de Potiretama, vão poder ter acesso a uma tecnologia social que permite o tratamento de águas de uso doméstico e a sua posterior reutilização para irrigar quintais produtivos agroecológicos ao redor de casa. Essa é a tecnologia social bioágua. O sistema será implementado pela Cáritas Diocesana de Limoeiro do Norte. Como o acesso aos direitos básicos, tais como à água e à alimentação seguem sendo violados em muitas partes do semiárido nordestino, tecnologias sociais como o bioágua são importantíssimas para que famílias e comunidades possam alcançar a segurança hídrica e nutricional necessária para uma vida de melhor qualidade. 

PEÇA 01_Campanha Bioagua

Convivência com o semiárido

Além da construção do bioágua e dos quintais produtivos, o projeto ajudará as famílias a refletirem e adotarem cada vez mais os princípios da convivência com o Semiárido e da agroecologia. De acordo com a Cáritas Diocesana de Limoeiro do Norte, se a campanha ultrapassar a meta de doações, a equipe vai também organizar formações que contribuam com mais acesso à informação sobre água, alimentação, saúde e políticas de convivência com o semiárido. O projeto terá ainda como viabilizar intercâmbios para troca de experiências entre as famílias que receberão o bioágua e aquelas já fazem uso da tecnologia em outras localidades. Apesar da ação ser localizada, o desejo é que a apropriação desta tecnologia social e dos debates que nascerão desta experiência sejam difundidos pela comunidade e por territórios vizinhos. 

Esta campanha de arrecadação de recursos vai fazer valer o esforço das comunidades de Caatinga Grande que já estão em mutirão para conseguir garantir alguns materiais necessários para a construção dos sistemas. 

Tecnologia social bioágua

Trata-se de uma tecnologia social simples, de baixo custo e de muito valor para poupar água e garantir comida na mesa das famílias do Semiárido! Esse sistema é utilizado para o tratamento das águas cinzas: aquelas do uso em pias, tanques e chuveiros domésticos. Elas são cinzas porque ficam com impurezas, tais como sabão e outros resíduos. Através de um filtro com camadas de material orgânico e inorgânico, o bioágua consegue retirar os principais poluentes da água, deixando-a própria para irrigar produções de frutas, verduras, hortaliças e plantas medicinais nos quintais ao redor de casa e para criar pequenos animais. Dessa forma, o bioágua contribui com a prática cotidiana da convivência com o Semiárido e com os princípios agroecológicos através do reuso de água. 

Campanha

A campanha está organizada a partir de três metas. Cada meta prevê a arrecadação de 10 mil reais. Assim, o primeiro passo é trabalhar para alcançar esses primeiros 10 mil reais. Com a meta alcançada os primeiros quatro sistemas de bioágua serão construídos. Batendo a segunda meta, mais quatro. Alcançando a terceira e superando todas as metas: mais dois sistemas e um processo de formação técnica em agroecologia, convivência com o semiárido e ainda, se possível, construir mais e mais sistemas de reuso na comunidade. 

Orçamento

Cada sistema Bioágua custa, em média, R$ 2.500 reais. Valor referente ao material de construção, instalação hidrosanitária e sistema de irrigação.

A proposta de financiamento foi organizada a partir de três metas, cada uma de  10 mil reais. Cada meta batida possibilitará a construção de quatro sistemas do Bioágua. Ao final, com as três metas alcançadas 10 famílias serão contempladas.

Se o valor das doações ultrapassarem a meta estabelecida que prevê a instalação dos 10 Bioáguas, o projeto vai garantir também a capacitação em agroecologia, convivência com o semiárido, construção e manutenção da tecnologia social Bioágua Familiar.

Até esta segunda-feira (21), a campanha de financiamento coletivo havia arrecadado R$ 1.630,00. As doações podem ser feitas no site benfeitoria.com/aguasdobemviver.

Sobre a Cáritas de Limoeiro

A Cáritas Diocesana de Limoeiro do Norte é uma associação com personalidade jurídica própria, de caráter beneficente, filantrópico e sem fins lucrativos. Integra a Cáritas Brasileira no Regional Ceará. A Cáritas de Limoeiro tem forte atuação no território com ações de convivência com o semiárido, de organização comunitária, de incidência política, de acesso e reivindicação de direitos com grupos de agricultoras/es, catadores/as, crianças, adolescentes e jovens.

MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br