English
Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Cáritas realiza oficina de capacitação em diagnóstico de áreas de risco em Minas Gerais

30 de abril de 2015
oficina gestao de riscos MG

Entre os dias 25 e 26 de abril foi realizada na cidade de Cataguases (MG) a 2° oficina de capacitação em diagnóstico participativo em área de risco. O trabalho faz parte de uma das metas do projeto de prevenção de desastres socioambientais, meio ambiente, gestão de risco e emergências, em parceria com a Cáritas Brasileira e a Cáritas Alemã.

A oficina foi realizada no bairro São Diniz, na periferia de Cataguases. Participaram aproximadamente 25 pessoas da comunidade, bem como representantes da Secretaria de Assistência Social, da Defesa Civil e agentes Cáritas. O assessor de Gestão de Riscos e Emergências, João Paulo, do secretariado Nacional da Cáritas Brasileira e Márcio Adriano, assessor da Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais ministraram a atividade.

A oficina teve como objetivo trabalhar conceitos sobre a temática de gestão de risco e uma introdução ao diagnóstico participativo em áreas de risco e a construção do mapeamento participativo em área de risco.Os participantes receberam orientações sobre o que é um desastre, processos naturais e provocados, bem como conceitos de inundação e enxurrada, granizo, vendaval, tornados, deslizamentos e estiagem. Durante a oficina, também foram abordados temas importantes como conhecer o território, mapeamento setores de risco, questões sociais, ambientais e políticas públicas. Refletindo que o mapeamento participativo em áreas de risco está intimamente ligado a questões relacionadas ao direito.

oficina gestao de riscos MG3

Como parte dos trabalhos, o grupo ainda realizou em campo o diagnóstico social de risco, observando os problemas ligados a precariedade nas construções como rachaduras, próxima a margem do rio. Também foram observadas questões ligadas ao meio ambiente, como lixo, desmatamento, assoreamento do rio e questões sociais, como falta de creche, área de lazer, posto de saúde, escola e saneamento básico.

O grupo também apontou algumas estratégias de atuação diante das demandas, como agendamento de reuniões com moradores e apresentação do mapeamento das áreas de risco (questões ambientais, sociais, políticas públicas), bem como trabalhar um processo de conscientização da problemática e marcar uma audiência com a Prefeitura e secretários para apresentar o mapa.

 

Por Assessoria de Comunicação da Cáritas Regional Minas Gerais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

SOS HAITI FURACÃO

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br