Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Caravana Semiárido Contra a Fome percorre cidades para denunciar a volta do crescimento da extrema pobreza no Brasil

25 de julho de 2018

Milhares de brasileiros e brasileiras não têm o que comer agora! Pensando em denunciar esta problemática, organizações, redes e movimentos sociais do campo popular e democrático do Semiárido iniciaram a Campanha de Financiamento coletivo para viabilizar a realização da Caravana Semiárido contra a Fome. Mas, para esta ação se concretizar é preciso que mais pessoas se juntem e contribuam com a Caravana.

A Caravana tem como objetivo denunciar e promover um debate público sobre a volta do crescimento da miséria e da fome no Brasil. 

A meta é arrecadar 150 mil reais para cobrir custos de logística, alimentação e hospedagem das 90 pessoas, entre agricultores e agricultoras, lideranças, técnicos e técnicas e jornalistas, que farão o percurso de mais de quatro mil quilômetros em dois ônibus. O percurso deve durar cerca de 14 dias com paradas em municípios dos estados de Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e também na Capital Federal.

A arrecadação está sendo feita por meio do site Benfeitoria e a primeira etapa, cuja meta era do tipo “tudo ou nada” foi alcançada. Nesta fase eram necessário conseguir 23 mil reais iniciais para receber o recurso doado pelos benfeitores e benfeitoras. Mas, este valor equivale a cerca de 15% do montante necessário para viabilizar a Caravana. É preciso arrecadar os outros 127 mil reais até o dia 10 de agosto.

As contribuições variam entre R$ 25 e R$ 5 mil. Para cada valor doado, o/a contribuinte terá uma recompensa que pode ser virtual em forma de agradecimento personalizado, ou mesmo, uma imersão em experiências exitosas de famílias agricultoras do Semiárido.

Para contribuir com a Caravana e com a denúncia do aumento de pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza no Brasil, é só acessar o endereço da Campanha, escolher o valor a ser doado e fazer um cadastro simples para entrar na página. Há opção por pagamento via boleto ou cartão de crédito.

A coordenadora executiva da ASA pelo estado do Ceará, Cristina Nascimento, explica a importância do engajamento de mais pessoas no processo de realização da Caravana. “Para nós a Caravana vai levar o diálogo com a sociedade e trazer a sociedade para esta causa e para esta luta por isso que para nós, cada um e cada uma que contribui com a caravana, que compartilha, que mobiliza também está indo com a gente nesta caravana.

A caravana pela democracia e contra a fome no Brasil começa no dia 27 de julho

Esperamos que cada um e cada uma seja parte mobilizadora, que se sinta na fala e na expressão do Semiárido e que possa junto conosco contribuir para que a cada quilômetro a gente vá denunciando a fome, mas anunciando que o Semiárido, que o Brasil tem soluções para a superação de tudo isso.

Denunciar a fome é uma missão coletiva, sobretudo porque há alguns anos a situação estava reduzindo gradativamente no Brasil e em 2014, o país já não era mais um dos protagonistas do Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Entretanto, isto está mudando, sobretudo pelos cortes orçamentários em políticas públicas que garantiam a segurança alimentar e o fortalecimento da agricultura familiar. Com isso, o percentual de pessoas em situação de miséria voltou a subir. Num ano eleitoral, torna-se imprescindível cobrar uma postura proativa dos candidatos e das candidatas que concorrerão ao pleito para a presidência, senadores/as, governos estaduais e câmaras federais e estaduais.

Caravana

A Caravana Semiárido contra a Fome terá seu ato de partida no próximo dia 27 de julho na cidade de Caetés, no agreste pernambucano. De lá, os ônibus partem em direção à Curitiba (PR), com paradas em Feira de Santana (BA), Belo Horizonte (MG), Guararema (SP). Na volta, a parada será no Distrito Federal onde haverá ato em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) para denunciar o corte nas políticas públicas que garantem alimentação, renda e dignidade para milhares de brasileiros e brasileiras.

Com o financiamento coletivo todo mundo ganha

O Financiamento Coletivo é uma forma de arrecadação em que todo mundo ganha! Você colabora com um projeto, comunidade ou causa e é recompensado por sua boa ação. Cada pessoa colabora com o quanto quiser ou puder e, para cada valor de colaboração, é oferecida um prêmio em troca. Essa recompensa pode ser simbólica, pode ser produto ou uma experiência.

Fonte: asabrasil.org.br 

MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br