Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

BNDES liberou R$ 13 bilhões para setor energético em 2007

15 de fevereiro de 2008

Os empréstimos aprovados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES) para custear obras de energia elétrica em 2007, cresceram 207% em relação a 2006. Foram quase R$ 13 bilhões em empréstimos aprovados para este setor. Os projetos com destaques na aprovação de recursos são os da Usina Hidrelétrica de Estreito, no estado de Tocantis, que recebeu R$ 2,7 bilhões, e a Hidrelétrica Foz do Chapecó, no Rio Grande do Sul, com R$ 1,6 bilhão.

Porém, a preocupação de entidades da sociedade civil é em relação aos prejuízos sociais e ambientais que as obras irão causar. A hidrelétrica de Estreito, por exemplo, irá inundar aproximadamente 400 quilômetros, atingindo 12 municípios entre o Tocantins e o estado do Maranhão. A estimativa é de que mais de 20 mil pessoas sejam desalojadas.

O BNDES é alvo de movimentos sociais por financiar projetos que causam prejuízos ao meio ambiente, comunidades indígenas e quilombolas. Para se ter uma idéia, o banco tem parte em ações da multinacional Aracruz Celulose, que é acusada de diversos crimes, entre eles, a invasão nas terras de comunidades tradicionais no estado do Espírito Santo.

No início deste ano, o BNDES liberou aproximadamente R$ 650 milhões para a multinacional estadunidense Alcoa Alumínio S.A. A empresa também é acusada pelo Ministério Público do Pará de cometer crimes contra comunidades e meio ambiente.
Desirèe Luíse, da Radioagência NP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br