Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Ato em Brasília marca início da campanha Pegadas de Ternura. A caminhada continental chega ao Brasil em abril de 2019

25 de junho de 2018

“Nós precisamos de todos: Zero violência, 100% Ternura”, este é o slogan que embala a campanha Pegadas de Ternura (Huellas de Ternura), iniciativa que vai percorrer 20 países da América Latina e Caribe. Neste último domingo (24), um ato no Parque Ana Lídia, em Brasília, marcou o início da participação do Brasil nesta jornada que pretende mobilizar a sociedade contra a violência que atinge e vitima meninos e meninas no continente Latino-Americano.

No ato que reuniu representantes da Cáritas Brasileira e da Visão Mundial, além de famílias e crianças, o assessor da Cáritas Brasileira, Leon Souza, destacou as realidades de violência às quais estão expostas crianças, jovens e adolescentes: “Nos unimos ao continente Latino-Americano tão banhado por situações de violência extrema, especialmente nós que, no Brasil, recentemente tivemos a divulgação do Atlas da Violência 2018. Tristemente esta publicação mais uma vez aponta crianças, adolescentes e jovens como grandes vítimas da violência. Desde o México até a Patagônia estamos unidos nesta grande caminhada continental porque nós acreditamos na ternura como caminho e possibilidade de vida para todas as crianças e adolescentes. Então, nós queremos nos colocar nessa caminhada junto com outras organizações e parceiros dizendo que os gestos de ternura que começam em casa, na família, e passam por diversos espaços de socialização é o caminho para que a gente construa vida digna, vida plena para todas as crianças e adolescentes em nosso território”, disse o assessor.

O diretor de advocacy relações institucionais da Visão Mundial Brasil, Welinton Pereira, também destacou o simbolismo de realizar o ato de lançamento da campanha Pegadas de Ternura no Brasil, no Parque Ana Lídia:  “Lembramos que este ato hoje acontece aqui neste espaço porque ele também nos traz a memória da menina Ana Lídia que, aos 7 anos de idade, foi brutalmente assassinada. Neste ato lembramos também que nenhum outro continente no mundo é tão violento como o continente Latino-Americano, este é o continente onde mais se mata e, incoerentemente, este é também o continente com maior número de cristãos. Então, este gesto nosso é para afirmamos que não concordamos com a violência, que desejamos que nossas crianças sejam criadas com ternura, que queremos que a ternura seja a nossa marca como sociedade e não a violência”, afirmou. 

Famílias e crianças soltam balões brancos biodegradáveis no Parque Ana Lídia, em Brasília, como gesto de enfrentamento à violência contra as crianças. O gesto foi repetido simultaneamente em diversos países.

A caminhada Pegadas de Ternura (Huellas de Ternura) teve início no dia 7 de junho na fronteira do México com os Estados Unidos e até junho de 2019 vai chegar à Patagônia, na Argentina. O objetivo da mobilização é denunciar as diferentes formas de violência que atingem meninos e meninas e promover um caminho  que possibilite a dignidade plena da infância tão violentada.

A caminhada que chegará ao Brasil em abril de 2019 é parte da proposta apoiada pelo Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), e organizado pelo Programa centralidade para a Infância (PCN), com o apoio da World Vision América Latina,  Cáritas América Latina e Caribe, Federação Internacional de Fé e Alegria,  Pastoral da Criança Internacional e Infância Missionária.

Para saber mais clique aqui

Por Jucelene Rocha – Rede de Comunicadores/as da Cáritas Brasileira

MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br