Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Agricultores destacam importância do P1MC para o Semi-Árido

06 de novembro de 2007

Delegações de agricultores e agricultoras das nove microrregiões do Ceará e representantes de organizações não-governamentais se reúnem, no dia 7/11, na Assembléia Legislativa do Estado, para uma audiência pública que irá discutir as ações de convivência com a região desenvolvidas pela Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA).
O Dia Estadual de Mobilização pela Convivência com o Semi-Árido, como está sendo chamado o evento, visa mostrar à sociedade cearense os resultados do Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC), que já construiu em todo o Semi-Árido brasileiro mais de 200 mil cisternas, levando água de qualidade para um milhão de pessoas. Outro objetivo é reforçar junto às autoridades políticas locais a continuidade dessa ação.
“Queremos mostrar a toda sociedade os resultados concretos do P1MC e o impacto causado na vida das pessoas, e ao mesmo tempo buscar o apoio de parlamentares para que outras famílias possam ter acesso à água de qualidade e também tenham sua cidadania garantida porque o Programa vai além da construção de cisternas”, afirma Betânia Andrade, coordenadora do Centro de Estudos e Apoio ao Trabalhador e Trabalhadora (CEAT).
Durante a audiência será distribuído um panfleto com dados do Programa em nível nacional e estadual. Também está sendo elaborada uma Carta Política contendo informações sobre o P1MC, suas conquistas e desafios. A idéia é enviar o documento ao presidente Lula e ao Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Patrus Ananias.
Junto com a carta irá ainda, um abaixo-assinado com aproximadamente 45 mil assinaturas reforçando a importância da continuidade do P1MC, além de depoimentos de pessoas que conquistaram a cisterna e de famílias que ainda não foram contempladas pelo Programa.

A mobilização está sendo organizada pela ASA Ceará, Cáritas Brasileira Regional Ceará, Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Ceará (FETRAECE), CUT Ceará, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e Conta com o apoio da Assembléia Legislativa do Estado, Governo do Ceará e do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT).
ASACom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


MAGRE BRASIL

Faça parte dessa rede

Redes Sociais

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.
Prestação de Contas

Contato

Cáritas Brasileira
SDS - Bloco P - Ed. Venâncio III
Sala 410 - CEP: 70393-900


Brasília/DF
+55 (61) 3521-0350

caritas@caritas.org.br